Bem-vindo a esta página.

*kefir*

 

Vou tentar transmitir, o mais claro e detalhadamente possível e dentro dos meus conhecimentos, o que é o kefir.

Kefir pronuncia-se (keff é-er) é derivado da palavra keif, turca, que quer dizer “bom sentimento”ou “sentir bem “.

Os grãos de Kefir foram considerados um presente de Alá entre os membros das tribos muçulmanas das Montanhas de Cáucaso Setentrional.

Kefir, que é o leite cultivado (fermentado) com esta jóia Probiótica (pro = a favor; bio = vida), foi respeitado como tendo poderes curativos desde o início do século XVIII.
Kefir é uma bebida refrescante e altamente saudável, e proporciona ao organismo uma série de benefícios, sendo inclusive um elemento auxiliar em vários tipos de doenças, tal como alguns tipos de cancro. Não são conhecidas contra-indicações.

O Kefir tem uma consistência cremosa uniforme, semelhante ao iogurte mas o seu valor nutricional e terapêutico é muito maior, um gosto refrescante levemente azedo, com um aroma suave de fermento fresco semelhante a cerveja. O Kefir também pode ter um sabor forte efervescente natural picante, se deixar fermentar por mais de 24 horas ou a proporção entre Grãos de Kefir e a quantidade de leite for diferente do Kefir Tradicional. Há uma variedade aproximada de 40 compostos aromáticos, que contribui ao único e raro sabor e aroma do Kefir.

Kefir Tradicional só pode ser preparado cultivando Leite (todos os tipos) com Grãos de Kefir.

Os grãos de Kefir são uma mistura complexa de bactérias específicas e leveduras que tem uma relação simbiótica e harmoniosa, não podem ser confundidos com grãos de cereais, por exemplo. Os Grãos de Kefir ou "grânulos" são de fato "uma cultura mãe" natural. A estrutura do grão que eu me refiro é como uma bio-matriz.

Para produzir kefir, são necessários grãos de kefir, que passam de mão em mão através dos séculos, de forma gratuita e solidária.

Por favor não faça negócio com este produto.


"O kefir é um conjunto de lactobacilos e de algumas leveduras, que se alimentam da lactose contida no leite, fermentando-o", explica Orlando Zancanaro, professor da Faculdade de Ciências Farmacêuticas da USP. "O Kefir é composto por bactérias não patogénicas. Elas colonizam o trato digestivo e acabam inibindo o crescimento de bactérias agressivas", diz Aderson Damião, médico do Departamento de Gastroenterologia da Faculdade de Medicina, também da USP. "Além de ajudar na digestão, elas produzem cálcio e vitaminas importantes.

Apesar dos benefícios da ingestão desse tipo de alimento não serem comprovados empiricamente, há exemplos de pesquisas por amostragem demonstrando que o hábito de beber Kefir colaborou na inibição de alergias cutâneas", afirma Damião. "O kefir também ajudou em muitos casos de candidíase". IGOR RIBEIRO

Um dos primeiros estudos sobre o ácido láctico foi conduzido pelo médico europeu Dr. Johannes Kuhl, que recomendava uma dieta eficiente reforçada com quantidades de comidas fermentadas com ácido láctico como uma protecção ao câncer, recomendando kefir, pão escuro e chucrute. O Dr. Elie Metchnikoff, um pesquisador ganhador do prémio Nobel (1908), descobriu que o kefir dativa o fluxo de saliva, devido principalmente ao seu alto teor de ácido láctico e sua desprezível quantia de carbonação. O kefir estimula os movimentos peristálticos e sucos digestivos do trato intestinal. Por essa razão ele é recomendado como comida pós-operatória na maioria das operações do estômago e dos intestinos, pois fazem com que deixem de realizar os movimentos peristálticos. A Dra. Orla Jenson, uma notável bacteriologista dinamarquesa, ressalta que o "Kefir digere as células de leveduras e tem um efeito benéfico na flora intestinal" de onde ele pode ser usado na prevenção e combate á Cândidiase. É pela mesma razão que muitas mulheres, nos Estados Unidos, usam yougurt natural (com lactobacilos vivos), como um poderoso agente anti cândidiase, no tratamento de candidíase vaginal, sendo muitas vezes um dos poucos que funciona nos casos crónicos de resistência aos remédios da medicina.

Como era feito Kefir tradicional.
Tradicionalmente o Kefir nas Montanhas do Cáucaso era feito de leite cru de cabra ou de vaca.
O leite fresco era despejado em bolsas de couro de cabra, que continha os Grãos de Kefir dentro de uma outra bolsa de fibras naturais ou tecido. Isto permanecia a fermentar durante 24 horas. Assim os Grãos de Kefir poderiam ser separados facilmente do Kefir.
O Kefir era então despejado num recipiente e consumido. Este produzia uma bebida espumante, cremosa em textura e consistência e que pode atingir um grau de álcool entre aproximadamente 0,5% - 1%. Durante o tempo frio, a bolsa de couro era colocada ao sol durante o dia, e à noite pendurada próxima de uma lareira para continuar a fermentação.

Maturação: Às vezes, este Kefir era colocado para uma fermentação secundária, mas sem os Grãos. Kefir fresco era despejado num barril de madeira, às vezes com a adição de mais leite fresco. O barril era então tapado apertado e ficava a fermentar entre um a três ou mais dias. Isto produzia uma bebida até mais ácida, cujo conteúdo de álcool é mais alto do que o normal, entre 2 a 3%.
Esta forma de kefir tem uma excepcional boa qualidade, com um aumento substancial de Vitamina específica do grupo B. Ácido fólico pode aumentar mais ou menos 116% depois do segundo dia de Maturação Secundária.

Infelizmente este processo não é divulgado nem praticado e as pessoas fazem o amadurecimento no frigorífico, diminuindo o aspectro dos Benefícios.

A Breve História do kefir (a que conheço)
Grãos de Kefir foram considerados um presente de Alá entre os membros das tribos muçulmanas das Montanhas de Cáucaso. Kefir que é o leite cultivado com esta jóia Probiótica foi respeitada como tendo poderes curativos desde o início do século XVIII.
Dizem os pesquisadores que é usado pelos arménios, georgianos, curdos e outros povos da região há mais de 4000 anos
Foram passados Grãos de Kefir de geração para geração entre as pessoas da região do Cáucaso. Estas pessoas consideraram os Grãos de Kefir uma fonte de riqueza da família tribal. O processo de produção de Kefir era tão defendida e mantida em secreto, como um segredo na arte e na cultura da Matriz Mãe, dos Grãos de Kefir, com as suas próprias vidas.
No início de 1900, dois irmãos de Blandovs que possuiam fábricas de queijo nas Montanhas do Norte do Cáucaso, foram contactados para ajudar a obter alguma cultura de Kefir para toda a Sociedade dos Médicos Russos.
Os irmãos propuseram uma ideia para usar uma mulher jovem bonita de nome "Irina Sakharova", a persuadir um príncipe Caucasiano chamado "Bek-Mirza Barchorov " em doar para Irina um pouco de Grãos de Kefir.
Irina deslumbrou o príncipe realmente com a sua beleza, mas o príncipe recusou a dar-lhe quaisquer destas Preciosas Jóias Vivas “probióticas”, os Grãos de Kefir.
O Príncipe não estava disposto a deixar Irina, e quando ela estava voltando para casa, ele organizou um sequestro com alguns dos seus homens. Contra a vontade dela, eles devolveram Irina para o tribunal onde o príncipe esperava ganhar o amor dela e propôr matrimónio. Mas Irina recusou. Os Blandovs para quem ela trabalhou na fábrica fazendo queijos levou o caso , contra o príncipe, para o tribunal do Tzar.
O príncipe ofereceu ouro e jóias como recompensa dos crimes feitos contra ela, mas ela recusou a oferta. Ao invés disso como Irina exigiu e, recebeu "Jóias Probióticas"... Grãos de Kefir!
Mais tarde em 1908, Irina Sakharova trouxe o primeiro Kefir para Moscovo onde era medicinalmente usado com grande sucesso.
Como já foi dito, em Setembro de 1908, era ofertado à população de Mascou o primeiro litro de kefir. A partir daí ele passou a ser usado e consumido em toda a Rússia, onde alcançou em 1988, o consumo anual médio de 4,5 kg por pessoa.
Da Rússia ele espalhou-se pela Europa e Ásia. O kefir, afirmam alguns, é que possibilitou à Rússia conquistar e colonizar a Sibéria, pois sem ele o povo russo, não teria uma fonte de vitaminas essenciais, sais minerais, aminoácidos e outros elementos essenciais à saúde humana, pois não teria outra fonte, no rigoroso Inverno de oito ou mais meses de neve da Sibéria. O kefir tem sido utilizado desde então na Rússia, nos hospitais e sanatórios, como coadjuvante no tratamento de tuberculose, câncer, úlcera, doenças dos intestinos e estômago. Possibilita às pessoas com problemas de intolerância a lactose, de ter o leite, como um alimento, o qual é modificado e processado pelos microorganismos do kefir

Com a idade de 85 anos, Irina em 1973 recebeu uma carta do Ministro da Indústria de Alimentos, da então URSS, expressando o seu reconhecimento e agradecimento pelo seu papel primordial trazendo o Kefir para as pessoas russas.

A estrutura complexa do kefir.
Grãos de kefir fixados em formol e vistos ao microscópio revelam uma estrutura complexa formada por:
4,4% de lipídios
12,1% de cinzas
45,7% de mucopolissacarídeo
34,3% de proteínas totais (27 % insolúvel , 1,6% solúvel e 5,6% aminoácidos livres)
vitaminas do complexo B
vitamina K
triptofano
cálcio, fósforo e magnésio

Dentro das bactérias encontradas no kefir, podemos citar:
Lactococcus lactis subsp. Lactis
Llactococcus lactis subsp. Cremoris
Lactococcus lactis subsp. Diacetylactis
Leuconostoc mesenteroides subsp. Cremoris
Lactobacillus kefir

E dentro das leveduras, temos:
Cândida kefir
Saccharomyces unisporus
Estudos realizados em ratos no Japão revelaram a acção anti-carcinogénica do kefir. O kefir foi administrado via oral e os resultados indicaram diminuição do tamanho do tumor, induzindo a uma resposta auto imune nos ratos.

Os benefícios do consumo de kefir são inúmeros, mas os principais são:
incrementa o valor biológico das proteínas do leite
sintetiza ácido láctico, o que diminui a intolerância à lactose e favorece a digestibilidade do leite, mesmo para pessoas que sejam sensíveis ao leite de vaca
sintetiza vitaminas do complexo B
aumenta a resistência às infecções
activa o sistema imunológico
reestabelece e equilibra a flora intestinal
regulador da flora intestinal, podendo ser usado tanto em casos de obstipação quanto diarreia
diminui o risco de cancro , principalmente o do cólon
diminui a fracção do LDL colesterol

A dose diária recomendada é de 1 litro por dia.

Modo de fazer
A bebida pode ser preparada em casa, adicionando os grãos de kefir no leite e armazenando-o adequadamente. Esse líquido fermenta por mais ou menos 24 horas numa temperatura de 18 – 30 ° C. Depois deste período de fermentação, este leite é coado para separar os grãos de kefir e adicioná-los em outro leite e assim sucessivamente, por tempo indeterminado.
Adicione de duas a quatro colheres (de sopa) de kefir para cada litro de leite. Quanto menor a quantidade de grãos em relação à de leite, mais tempo demora para ficar pronto. O recipiente para armazenamento deve ser preferencialmente de vidro. Tape-o, mas deixe uma saída de ar. Em temperatura ambiente, a solução fica pronta em 24 horas. A fermentação é mais rápida sob temperaturas maiores. O sinal de que a fermentação ocorreu é a coagulação do leite.
Com o uso de um coador de plástico e um segundo recipiente, separe o leite fermentado dos grãos de kefir. De preferência consumir de imediato, ou seja sem recorrer a refregeração.

Cuidados na manutenção:
- nunca colocar os grãos de kefir em contacto com qualquer material que não seja vidro ou semelhante.
- para lavar o recipiente onde os grãos são armazenados, deve-se usar água fervida ou mineral - o cloro é nocivo ao kefir. “o cloro é utilizado no "Mundo civilizado" para tratamento da água de consumo”.
- se os grãos apresentarem coloração estranha, diferente da típica branca, ou cheiro duvidoso, o kefir deve ser substituído.
- se notar no soro uma cor esverdeada, provavelmente ocorreu fermentação excessiva. Dilua a solução em leite para consumo
- com o cultivo, as bactérias vão-se multiplicar. Se a quantidade de grãos ultrapassar a sua necessidade, o ideal é doar parte a alguém. Foi desse modo que o kefir se espalhou pelo Mundo e, ainda hoje, é o seu principal método de difusão.

Algumas perguntas frequentes sobre o kefir

O que é Kefir?
R. Kefir é um alimento probiótico (pro = a favor; bio = vida) de leite fermentado saudável, semelhante a yogurte, mas ligeiramente mais penetrante. Enquanto o yogurte normalmente contém só dois ou três tipos de bactérias, o kefir contém (mais de 32 tipos) uma variedade muito grande de micro-organismos amigáveis, inclusive leveduras benéficas.

O que é “Real” Kefir?
R. Kefir *Real* é preparado na moda tradicional, começando com Grãos de Kefir. Quando se compra numa loja Kefir, este é produzido por uma "cultura pasteurizada" leite com um número limitado de culturas, que são estrategicamente seleccionadas para IMITAR o aspecto, a cor e textura do kefir verdadeiro, mas com propriedades limitadas. Em particular, o Kefir comercial NÃO pode ser usado para fazer novo Kefir de maneira contínua, porque eventualmente a cultura perde viabilidade. Os Grãos de Kefir, ao invés, podem continuar a produzir novo Kefir numa base indefinida.

O que são Grãos de Kefir?
R. Os Grãos de Kefir são colónias de micro-organismos que trabalham simbioticamente, formando uma massa de polissacarídeo, que cresce e forma um amontoado semelhante à couve-flor. O tamanho do Grão varia entre o tamanho de Grãos de trigo para uma bola de golfe ou maior. Uma vez colocado em leite fresco, os Grãos (também chamada cultura mãe), transformam o leite em Kefir em aproximadamente 24 horas. Os mesmos Grãos (ou cultura) são usados para próximas culturas.

De onde os Grãos originalmente vieram?
R. Segundo Dominic, os Grãos são originados da região do Cáucaso, onde os camponeses locais têm vindo a usar desde à séculos, talvez até dois mil anos. Eles parecem ter sido um presente de Alá às populações muçulmanas da área. No princípio do século XX, o vencedor do prémio Nobel, o Russo “E. Mechnikov", descobriu os Grãos e descreveu as suas propriedades.
Também encontramos relatos muito antigos dos Grãos de Kefir no Norte da Índia, no Tibet, China, etc. Exactamente de onde vieram, ainda é uma incógnita!

Porque devo beber Kefir? É saudável?
R. O Kefir tem muitos benefícios para a saúde; estes benefícios poderiam ser divididos em dois grupos:

1. Os Grãos contêm uma grande quantia de micro-organismos, 4 grupos de géneros, inclusive bactérias e leveduras ácidas lácticas. Esta microflora é muito compatível com as necessidades do nosso corpo. Os micro-organismos do Kefir podem ajudar a estabilizar o equilíbrio na área digestiva, como também assegurar uma melhor digestão e um combate eficaz às bactérias prejudiciais, leveduras e vírus [inclusive aqueles que causam úlcera de estômago, diarreia, e infecção de levedura etc.].
Ao beber Kefir, estimula o sistema imunológico e pode ajudar as células do corpo, aumentando a produção de interferon [controlando a reacção do vírus]

2. O Kefir tem um segundo alcance de benefícios: os micro-organismos digerem o leite, transformando substâncias como lactose em substâncias mais digestíveis e favoráveis, inclusive o ácido láctico. Os micro-organismos do Kefir produzem lactase, uma enzima que quebra a lactose (açúcar do leite), que o corpo pode assimilar. Entre as substâncias produzidas pelos micro-organismos dos Grãos temos o "Kefiran", um polissacarídeo encontrado, para prevenir e até curar algumas variedades de cancro em ratos.

Como posso adquirir alguns Grãos?
R. Pode pedir a pessoas suas conhecidas e de confiança. Se quiser pode contactar-me.

Já tenho alguns Grãos, como faço o Kefir?
R. Basicamente, só ponha duas ou três colheres de sopa de Grãos em meio litro de leite (de preferência fresco, mas leite pasteurizado também é bom) e deixe em temperatura ambiente (18-30 ºc) por 24 horas. Para quantidades maiores ou pequenas, varie as proporções do Kefir. Diferente do iogurte, o leite não precisa ser aquecido. Uma vez que o Kefir está pronto, coe com um coador de plástico ou peneira. Recoloque os Grãos em leite fresco para preparar o próximo Kefir. Este processo é repetido indefinidamente.

Devo esterilizar todos os utensílios no uso do Kefir?
R. Toda limpeza é sempre importante na cozinha, não é necessário manter um ambiente estéril, desde que os Grãos sejam robustos e sobrevivam bem em um "ambiente de cozinha normal". Porém, evite utensílios de metal, pois isso fará com que tenhamos pequenas correntes eléctricas nos Grãos de Kefir, prejudicando sua micro-flora. Também a acidez do Kefir pode fazer corrosão. Para evitar problemas, deve optar por usar só vidro ou semelhantes e plástico.

Devo lavar os Grãos entre cada mudança de leite?
R. Isto não é necessário, nem é o ideal. Mas se realmente quiser, pode passar “lavar” com o soro ou água mineral, Depois os Grãos são colocados directamente em leite fresco para preparar o próximo Kefir. Isto pode ser feito semanal, quinzenal ou mensalmente. Essa água coada (soro) contém Kefiran, um polissacarídeo saudável sem igual. Nós nos referimos a solução coada como "Kefiraride", que tem uma variedade de aplicações.

Nunca tomei Kefir. O que preciso saber antecipadamente?
R. Poucas pessoas têm uma reacção inicial, semelhante à reacção de Herxheimer. Estas caimbras de estômago podem variar, de leves para diarreia, e até vómitos, podem ser atribuídas à mudança da microflora intestinal devido aos novos organismos introduzidos ao beber Kefir. Estes sintomas desaparecem depois de um curto período. Os principiantes em Kefir que sentirem tais problemas devem ignorar a reacção, ou então começar a tomar quantias pequenas de Kefir, indo aumentando.

Quanto Kefir posso beber?
R. Pode beber tanto quanto se sente confortável. Muitas pessoas bebem uma xícara de manhã e uma à noite antes de dormir. Alguns apreciam um copo de Kefir antes de cada refeição. Uma palavra de precaução: como o iogurte, o Kefir contém bactérias lácticas ácidas que podem descalcificar o esmalte dos dentes, por isso recomenda-se vivamente escovar os seus dentes depois de tomar o Kefir. Todo o alimento ou fruta ácida faz o mesmo.

É verdade que os Grãos crescem?
R. Sim, Grãos de Kefir saudáveis devem crescer entre 5 a 15 % diariamente. Isso habilita as pessoas generosas a compartilhar os Grãos extras com outras que estão interessadas em preparar o aperitivo.

É verdade que as pessoas comem os Grãos?
R. Sim! Os Grãos contém muitas propriedades benéficas. Um estudo Japonês mostrou que ratos que tinha sido inoculados com cancro e que se alimentaram com Grãos de Kefir, o crescimento do cancro parou e até retrocedeu.

Alguns cuídados na manipulação dos Grãos?
R. Evite expor os Grãos de Kefir a temperaturas excessivas, pois alguns micro-organismos são bastante sensíveis para temperaturas acima do nosso corpo.. A melhor temperatura fica entre 22ºC a 26ºC.

Tenho problemas bebendo leite. O que posso fazer para tomar Kefir?
R. 1: Se é intolerante a lactose: neste caso, deixe o seu Kefir fermentar (amadurecer) mais de um dia e aí poderá beber. Isto dará tempo para as bactérias do Kefir digerirem mais a lactose no leite.
2. Se é alérgico á caseina (a proteína do leite). Em tais casos poderia tentar leites diferentes (leite da cabra e ovelha é menos alérgico que de vaca), ou poderia ter que evitar soro, nesse caso devia ler a próxima pergunta.

Posso fazer Kefir com leite sem soro? Como leite de soja?
R. Sim, com um pouco de ajuste, pode usar-se qualquer leite.
A única desvantagem é que os Grãos não poderão crescer, porque eles precisam no seu meio de soro nativo para crescer. O kefir pode ser feito de qualquer tipo de leite, vaca, ovelha, cabra, búfalo. Existem muitas escolhas de leite.

 

O que é Kefir d'água? Ou de Água
R. Na Itália e Espanha esta forma de Kefir é mais popular que o Kefir de leite. Este Kefir é obtido adaptando alguns Grãos de Kefir de leite para um novo meio baseado em água com adição de sucos, laranja, limão, pêssego etc. Este Kefir fica efervescente e ligeiramente alcoólico.

Como fazer Kefir d'água?
R. Kefir de Água é feito adicionando à água mineral ou sem cloro, suco de limão ou de outras frutas e os Grãos de Kefir.
Neste caso o kefir, que no leite tem cor branca, mudará de cor podendo ser de várias tonalidades, conforme o sumo em que estiver mergulhado.

 

Posso fazer Kefir de água usando Grãos que uso no leite?
R. Os grãos de Kefir usados no Leite podem ser convertidos para serem usados em Água. Use uma porção dos Grãos de leite extras, para este fim. Primeiro enxagúe os Grãos com água mineral natural. Coloque o kefir numa solução de sumo e água mineral. Deixe em repouso 48 horas em temperatura ambiente. Inicialmente, os Grãos começarão a adaptar-se por uns 4 dias e a preparar a nova forma de Kefir. Isto é normal já que eles têm que se acostumar ao novo meio.
Como agora tem dois tipos de Grãos evite trocar o Kefir de um meio para outro, pois aí poderá perder as suas propriedades originais.

 

Que tal o Kefir feito com suco de uva ou outro suco de fruta?
R. Todas as frutas podem ser usadas:
Pode usar qualquer suco de fruta que é ácida na natureza, por exemplo, uva, laranja, limão, lima, abacaxi, kiwi, mamão, quaisquer tipos de melão etc. Com Grãos de Kefir d'água geralmente pode se misturar tanto suco com a água. Note quanto mais suco de fruta doce adicionar o conteúdo é mais alto em teor de álcool no final da fermentação. A preferência é suco da própria fruta.

Há alguns cuídados a ter na manipulação dos Grãos?
R. Sim existem duas coisas que deve estar ciente:
1. O Kefir d'água é um aperitivo efervescente. Se preparar isto num jarro hermeticamente fechado, formará CO2 e fará muita pressão no recipiente, podendo mesmo rebentar. É importante usar uma vasilha forte suficiente para resistir à pressão do gás acumulado. Tipicamente, deveria deixar o jarro metade cheio com os grãos de Kefir e de preferência a tampa sem fechar totalmente.
2. O Kefir d'água é um aperitivo alcoólico aprazível - pode conter entre 0.5 a 3 % álcool por volume (dependendo da quantia de açúcar e o tempo de fermentação). Sendo assim não é aconselhável para dar a crianças ou animais e deverá ter precauções quando conduzir.
Fonte: http://kefir.vilabol.uol.com.br/

 

Outra achega:

“KEFYR” O Cogumelo do Leite

O "KEFYR" é um cogumelo que se alimenta no leite e produz uma fermentação láctea e de levedura, é pois um lactobacilos sem conservantes. Os habitantes do Cáucaso, do Tibete e da Turquia conhecem muito bem os efeitos salutares do "KEFYR'': bebem-no desde a nascença como se fosse água. Fazem dele uma refeição normal e chegam a atingir uma média de aproximadamente 110 anos de idade. Não cometendo as asneiras e abusos da civilização ocidental. Não conhecem a tuberculose, as doenças oftálmicas nem o cancro.
O Professor Milen consagrou a sua vida inteira à pesquisa da utilização máxima do "KEFYR". O Dr. Krenzak (Alemão) constatou as propriedades do "KEFYR" já antes da guerra. Chegou a curar doenças das vias respiratórias, cancro, etc. Bem como doenças do aparelho digestivo, gastrites, inflamações crónicas dos intestinos, fígado, vesícula e doenças do aparelho urinário, bexiga, etc.. Por outro lado, graças ao "KEFYR", os pediatras chegam a substituir o leite materno pelo "KEFYR". Utilizam-no, igualmente, para as doenças dos órgãos genitais femininos e, em caso de vómitos incentiveis, durante a gravidez que, nalgumas mulheres, tem conduzido a uma extrema debilidade a ponto de ser necessário levar soro. Utilizado também na diarreia verde que tem levado à morte muitas crianças, gastrenterite, etc.. O seu uso é remédio eficaz devido ao ácido láctico nele contido.

Actualmente, atribui-se ao "KEFYR" a propriedade de curar muitas doenças que a seguir se mencionam bem como a quantidade do produto a ingerir em cada caso e a duração do seu emprego.

ÚLCERAS DO ESTÔMAGO E DUODENO – ½ litro de "KEFYR" em jejum e ao deitar. Curado em 90 dias.

DIABETES – ½ litro de "KEFYR" em jejum e ao deitar. Curado em 60 dias.

BRONQUITES E ASMAS - l litro de "KEFYR" por dia (o doente dorme tranquilamente sem ter que tomar medicamentos).

ENTERITES E COLITES – ½ litro de "KEFYR" em jejum e ao deitar. Quem tem colites não pode comer iogurtes.

ANEMIA E OUTRAS DOENÇAS NO SANGUE - l litro de "KEFYR" por dia. Em casos graves, os adultos podem tomar 2 litros. Curado em 90 dias.

TENSÃO ARTERIAL ALTA - I litro de "KEFYR" por dia. Ao fim de 2 meses a tensão baixa.

ICTERÍCIA E PRISÃO DE VENTRE – ½ litro de "KEFYR" por dia. Deixar o cogumelo apenas 12 horas no leite. Tomá-lo antes de deitar durante 3 a 4 meses. Quando os intestinos começarem a funcionar bem continuar a beber ½ litro de leite por dia, deixando o cogumelo 24 horas como é normal. (O "KEFYR" 12 horas é laxante, a partir de 24 horas é adstringente, de efeito contrário).

CELULITE - Tomar ½ litro de "KEFYR" em jejum e ao deitar. Desaparece em 6 meses.

DOENÇA DOS NERVOS - l litro de "KEFYR" por dia. As perdas de sono (INSÓNIAS) são combatidas sem comprimidos. O apetite volta e as depressões tomam-se raras (se necessário seguir o regime durante um ano).

DOENÇAS DO FÍGADO TIPO CIRROSE OU FÍGADO GORDO - Tomar ½ litro de "KEFYR" em jejum.

DOENÇAS DOS RINS - l litro de "KEFYR" por dia até sarar a doença. Em caso de úlceras de estômago podem curar-se com a ingestão quotidiana de ½ litro de leite 3 vezes ao dia durante 2 meses. Comprovada a cura por Raio X (excepto nas pessoas com cálculos renais de tipo cálcio).

POLÍPOS E DIVERTÍCULOS NOS INTESTINOS – ½ litro de "KEFYR" por dia. Deixar o cogumelo apenas 12 horas no leite.

ERUPÇÕES DA PELE – ½ litro de "KEFYR" por dia. Massajar as partes afectadas da pele e deixar secar. Lavar frequentemente e voltar ao princípio. Tem demonstrado excelentes resultados na psoriase, acne e dermatites.

O "KEFYR" sai do estômago e passa directamente para o sangue, ao contrário de todos os outros alimentos que são digeridos primeiro. O cogumelo cresce rapidamente e separa-se. Não se deve deitar fora desperdiçando-o, pois é um produto de muito valor, mas sim distribuí-lo pêlos vizinhos e amigos. E um produto muito procurado na Europa, não está à venda e é difícil encontrá-lo.

MUITO IMPORTANTE: Às pessoas obesas (gordas) salvo o devido respeito, aconselha-se a substituição da refeição pelo creme do "KEFYR", na dose de l ou 2 copos acompanhados de fruta de qualquer espécie e bolachas integrais. Em pouco tempo emagrecerão. Esta ementa saudável tem o condão de curar sérias doenças e satisfazer plenamente as pessoas que fizerem uso dela, sem no entanto, ficarem com fome, como acontece com outras dietas que desencorajam a seguir o regime, nutre sem engordar o que é importante...
Fonte: soze.com

 

Testemunho

(Escolhi este testemunho, entre muitos, para colocar aqui. Obrigado a todos)

"Boa tarde,
...fiquei lisonjeada pelo seu e mail, eu é que tenho muito a agradecer pois o seu site é optimo e ajudou-me imenso, só para ter uma ideia nestes ultimos 3 anos tenho tido muitos problemas emocionais graves que resultou em muitos problemas de saúde, quase todos os meses a tomar antibioticos e outras coisas... mas agora desde que comecei a tomar kefir que me foi dado por uma médica Ucraniana já há mais de 6 meses que não tomo medicação forte.
Quando ela me falou no kefir fiz uma busca na net sobre o tema e ,adivinhe, apareceu o seu site, gostei muito tirou-me muitas dúvidas e ensinou-e muitas coisas.
Obrigada por esta partilha e prometo vou continuar a fazer visitas á sua página.
de junto do mar...
Nídia / Algarve"

Depois de tudo o que foi dito sobre este DIVINAL ALIMENTO pouco mais há a dizer.
Peço outra vez.......NÃO FAÇAM NEGÓCIO COM ESTE PRODUTO, mas sim como ao longo de séculos
, ofereçam-no aos que não tem e querem ter.

 

Veja como e onde obter este produto

 

 

Tendo em conta o que se deve ou não comer...como, quando e quanto....deixo aqui algumas receitas que acho de interesse.
Não se esqueça: que passar fome é uma das fontes de boa saúde...

Algumas receitas para o seu apetite, incluindo de/com kefir

Fazendo parte da crise a alimentação é/deve ser uma das últimas coisas a serem afectadas.
Receitas para a crise

 

Pela sua saúde...tenha uma boa saúde. O seu corpo agradece.

 

 

 

 

***OBRIGADO PELA VISITA***